Dinamarca Indie Rock

Mew

Por em 04/05/2008

mew band - Mew

Mew é uma banda indie rock de Copenhague, Dinamarca, formada em 1995 por Jonas Bjerre (vocal), Johan Wohlert (baixo) e Silas Utke Graae Jørgensen (bateria). O primeiro álbum, “A Triumph for Man” (produzido por Damon Tutunjian), foi lançado em abril de 1997 e fez a banda adquirir certa notoriedade e boas críticas devido ao hit “I Should Have Been A Tsin-Tsi (For You)”. Após três anos lançaram seu segundo trabalho, “Half The World Is Watching Me” que chegou às lojas em maio de 2000, pelo selo Evil Office, criado pelos próprios membros da banda. O disco foi produzido pela própria banda, e rendeu alguns hits, dentre eles a faixa “Am I Wry? No”. Em março de 2001, o grupo assinou com a Epic/Sony. O contrato feito previa o lançamento de um primeiro disco contendo regravações das melhores canções do grupo, lançadas em seus dois primeiros álbuns, dando ao grupo liberdade de acrescentar algumas faixas novas. Depois de algumas turnês fora da Dinamarca, o Mew voltou aos estúdios e fechou 2002 lançando dois singles: as já conhecidas “Am I Wry? No” e “She Came Home For Christmas”. A banda iniciou o ano de 2003 apresentando um novo álbum, intitulado “Frengers”, este produzido por Rich Costey (The Mars Volta, Bloc Party, Franz Ferdinand, Audioslave, Muse e System of a Down), o álbum traz, em sua maioria, canções já lançadas nos trabalhos anteriores, em versões regravadas, e somente quatro canções novas. No início de 2005 a banda resolveu entrar novamente em estúdio para trabalhar em um novo álbum, “The Glass Handed Kites”, pelo qual recebeu boas críticas. Em agosto de 2009 a banda anunciou o lançamento do “No More Stories Are Told Today, I’m Sorry They Washed Away, No More Stories the World Is Grey, I’m Tired Let’s Wash Away” novo álbum da banda que foi gravado durante o Verão de 2008 no Brooklyn, NYC, contando com renomado produtor Rich Costey (Muse, Glasvegas, NIN, etc.). Os complexos arranjos instrumentais somados a grandes técnicas vocais de Jonas Bjerre, produz um som psicodélico completamente distinto. Definitivamente seguiram as “pegadas” do “And The Glass Handed Kites”. Convulsivo, incomodo porém delicioso.

 

Não deixe de conferir!
 

TAG
POSTAGENS RELACIONADAS